quinta-feira, 20 de abril de 2017

Os Torajans da Indonésia e os mortos vivos

Os corpos são guardados em casa e tratados como vivos até a família juntar dinheiro suficiente para organizar um funeral suntuoso.




Os Torajans, povo que vive na região central de uma ilha da Indonésia, costuma homenagear os mortos de maneira diferente à do Ocidente.

Os corpos são guardados em casa e tratados como vivos até a família juntar dinheiro suficiente para organizar um funeral suntuoso.

A tradição centenária tem como pano de fundo a religião animista (crença de que não há separação entre o mundo espiritual e material), apesar de a maioria dos moradores da região ser cristã.

Paulo Cirinda morreu há 12 anos, mas sua família ainda o trata como se estivesse vivo.

Sua filha, Mamak Lisa, explica por que guarda o corpo do pai até hoje em casa.

"Se o enterrarmos, sentiríamos a dor da perda de repente", diz ela.

"Não teríamos tempo de enfrentar o luto e nos conformar com a situação", completa.

Ela ainda fala sobre o pai no presente.

"Ele é um homem muito bom e um pai muito amoroso", afirma.

"É bom tê-lo em casa e junto de nossa família", conclui.

Nenhum comentário:

BASTA ACREDITAR - PODE TER SIDO VERDADE......

OBJETO TERIA SIDO VISTO EM SANTA CRUZ DO SUL



Os simpatizantes do movimento ufológico em Santa Cruz do Sul estão intrigados. Tudo porque no último domingo teria ocorrido um dos eventos que eles tanto esperam e têm como objetivo presenciar: a aparição de um objeto voador não-identificado (Ovni). O episódio teria sido presenciado e registrado pelo coordenador do Núcleo de Estudos Ufológicos de Santa Cruz (Neus), Rafael Amorim.

Font: jansle@gazetadosul.com

OUTROS PAISES