sábado, 12 de dezembro de 2009

Mar avança em litoral brasileiro


Em Jaboatão dos Guararapes

A fúria das ondas engoliu áreas de lazer e garagens de vários edifícios. No Recife nem os diques artificiais conseguiram impedir o avanço das ondas. Alguns trechos da Praia de Boa Viagem desapareceram nos últimos 14 anos.

Olinda Perdeu mais da metade das praias e algumas ruas, como mostrou o repórter Francisco José em 1994. A invasão do mar na cidade de Olinda começou na década de 50.
Em um dos locais havia uma rua, mas o mar destruiu todas as casas. Ainda há ruínas lá dentro d´água. Só em um dos ponto o mar avançou mais de 100 metros. O calçadão de concreto não resistiu ao impacto das ondas na Praia do Janga, em Paulista, na região metropolitana do Recife. Toda a área foi recuperada em 2003, quando a prefeitura decretou situação de emergência. Agora, o problema volta a preocupar moradores e banhistas. "Você tem uma combinação desse elevado grau de ocupação humana e de características geofísicas de terreno, de ação do oceano que faz com que essas regiões se tornem mais vulneráveis que outras regiões da costa brasileira", afirma o Pesquisador da UFPE, Moacir Araújo.

Em Barra de Santo Antônio,

litoral de Alagoas, o mar avançou quase 100 metros em menos de duas décadas. Toda essa área, hoje inundada, já foi
Em abril do ano passado foi a vez de um prédio de quatro andares projetado para ser um hotel de 48 quartos. Sobraram só ruínas. "É muito cedo para afirmar uma correlação, com certeza, entre aquecimento global e erosão costeira, já que a erosão costeira deve-se e é apontada em locais onde a urbanização é mais intensa, onde as construções e a ocupação se dá muito perto da linha d´água", explica a geógrafa da Universidade Federal do Espírito Santo, Jacqueline Albino.



Mário Bonella - Vitória, ES
Michele Barros - Barra de Santo Antônio, AL
Ronan Tardin - São João da Barra, RJ
Karla Almeida - Paulista, PE
Francisco José - Olinda, PE


Nenhum comentário:

BASTA ACREDITAR - PODE TER SIDO VERDADE......

OBJETO TERIA SIDO VISTO EM SANTA CRUZ DO SUL



Os simpatizantes do movimento ufológico em Santa Cruz do Sul estão intrigados. Tudo porque no último domingo teria ocorrido um dos eventos que eles tanto esperam e têm como objetivo presenciar: a aparição de um objeto voador não-identificado (Ovni). O episódio teria sido presenciado e registrado pelo coordenador do Núcleo de Estudos Ufológicos de Santa Cruz (Neus), Rafael Amorim.

Font: jansle@gazetadosul.com

OUTROS PAISES